O Projeto Gis Rainbow é um projeto em contexto escolar, financiado pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, dirigido aos diversos ciclos de estudos (pré-escolar, 1º ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo, ensino secundário e profissional) do Agrupamento de Escolas do Cerco no Porto, que visa a intervenção especializada no âmbito dos Direitos Humanos.

  • Promover o conhecimento sobre os Direitos Humanos;
  • Promover um clima de igualdade, liberdade e respeito em contexto escolar;
  • Aumentar os conhecimentos dos/as intervenientes em matéria de Direitos Humanos;
  • Promover as competências dos/as docentes e assistentes operacionais;
  • Sensibilizar as famílias para as diferentes temáticas trabalhadas através do projeto;
  • Desenvolver juntos dos/as alunos/as a consciência de uma cidadania plena de direitos e deveres;
  • Capacitar os/as intervenientes de conhecimentos, atitudes, valores e aptidões.

A implementação do presente Projeto terá a duração de um ano letivo (setembro de 2019 a junho de 2020) e pretende envolver toda a Comunidade Escolar, alunos/as, docentes, assistentes operacionais, encarregados/as de educação e famílias.

  • Intervenção em contexto escolar com 2 turmas de cada ciclo de ensino – 8 sessões de 50 minutos cada – abordando temáticas como o direito à dignidade, ao respeito, à não discriminação em função de nenhum fator, nomeadamente, etnia, orientação sexual e identidade de género, liberdade e segurança e atitude cívica);

  • Dinamização de 3 ações de formação de 4h cada com docentes, assistentes operacionais e encarregados/as de educação;

  • Realização de 3 intervenções diretas com o Gabinete Itinerante de Saúde – GiS;

  • Criação de um produto final de componente multimédia (e.g., App, página web, jogo), de prevenção e o combate à violência de género, racismo, xenofobia, e a promoção dos Direitos Humanos e Direitos LGBTI;

  • Apresentação final dos resultados do projeto para e com a comunidade escolar- Junho de 2020.

O logo do Projeto Gis Rainbow é da autoria de Mafalda Ferreira e Marta Correia.

O Projeto Gis Rainbow é um projeto em contexto escolar, financiado pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, dirigido aos diversos ciclos de estudos (pré-escolar, 1º ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo, ensino secundário e profissional) do Agrupamento de Escolas do Cerco no Porto, que visa a intervenção especializada no âmbito dos Direitos Humanos.

  • Promover o conhecimento sobre os Direitos Humanos;
  • Promover um clima de igualdade, liberdade e respeito em contexto escolar;
  • Aumentar os conhecimentos dos/as intervenientes em matéria de Direitos Humanos;
  • Promover as competências dos/as docentes e assistentes operacionais;
  • Sensibilizar as famílias para as diferentes temáticas trabalhadas através do projeto;
  • Desenvolver juntos dos/as alunos/as a consciência de uma cidadania plena de direitos e deveres;
  • Capacitar os/as intervenientes de conhecimentos, atitudes, valores e aptidões.

A implementação do presente Projeto terá a duração de um ano letivo (setembro de 2019 a junho de 2020) e pretende envolver toda a Comunidade Escolar, alunos/as, docentes, assistentes operacionais, encarregados/as de educação e famílias.

  • Intervenção em contexto escolar com 2 turmas de cada ciclo de ensino – 8 sessões de 50 minutos cada – abordando temáticas como o direito à dignidade, ao respeito, à não discriminação em função de nenhum fator, nomeadamente, etnia, orientação sexual e identidade de género, liberdade e segurança e atitude cívica);

  • Dinamização de 3 ações de formação de 4h cada com docentes, assistentes operacionais e encarregados/as de educação;

  • Realização de 3 intervenções diretas com o Gabinete Itinerante de Saúde – GiS;

  • Criação de um produto final de componente multimédia (e.g., App, página web, jogo), de prevenção e o combate à violência de género, racismo, xenofobia, e a promoção dos Direitos Humanos e Direitos LGBTI;

  • Apresentação final dos resultados do projeto para e com a comunidade escolar- Junho de 2020.

O logo do Projeto Gis Rainbow é da autoria de Mafalda Ferreira e Marta Correia.