O XAJI (Xarxa Activa de Jovent per la Igualtat), criado pela Plataforma Unitària contra les Violències de Gènere, é um programa de prevenção da violência de género desenvolvido no âmbito da aprendizagem cooperativa entre pares e da participação ativa dos/as jovens com o objetivo de formar jovens capazes de promover a igualdade de género, detetar relações abusivas no seu próprio ambiente educacional e eventualmente tornarem-se referências e agentes ativos/as entre a comunidade estudantil.  

  O programa consiste em diferentes fases distribuídas ao longo dos 2 anos: 

  • Formação: Introdução à perspetiva de género; Construção de feminilidades/masculinidades; Diversidade sexual e perspetiva LGTBI; Violência e relacionamentos baseados no género; Protocolos de deteção e ação; Perceção do espaço da escola e proposta de intervenções. 
  • Apoio Personalizado: Criação de um espaço seguro onde podem idealizar, projetar e preparar ações de consciencialização em conjunto.  
  • Sensibilização: Realizadas no contexto educativo ou ao nível do município ou distrito.  

O XAJI já se encontra a ser aplicado em 12 escolas da Catalunha, com uma participação média de 240 jovens por ano, sendo em Portugal um projeto pioneiro, realizado em parceria com a Plano i.

 

Financiado pela União Europeia. As opiniões e opiniões expressas são, no entanto, as do(s) autor(es) apenas e não refletem necessariamente as do(s) União ou a Comissão Europeia. Nem a União Europeia nem a concessão autoridade pode ser responsabilizada por eles.

O XAJI (Xarxa Activa de Jovent per la Igualtat), criado pela Plataforma Unitària contra les Violències de Gènere, é um programa de prevenção da violência de género desenvolvido no âmbito da aprendizagem cooperativa entre pares e da participação ativa dos/as jovens com o objetivo de formar jovens capazes de promover a igualdade de género, detetar relações abusivas no seu próprio ambiente educacional e eventualmente tornarem-se referências e agentes ativos/as entre a comunidade estudantil.  

  O programa consiste em diferentes fases distribuídas ao longo dos 2 anos: 

  • Formação: Introdução à perspetiva de género; Construção de feminilidades/masculinidades; Diversidade sexual e perspetiva LGTBI; Violência e relacionamentos baseados no género; Protocolos de deteção e ação; Perceção do espaço da escola e proposta de intervenções. 
  • Apoio Personalizado: Criação de um espaço seguro onde podem idealizar, projetar e preparar ações de consciencialização em conjunto.  
  • Sensibilização: Realizadas no contexto educativo ou ao nível do município ou distrito.  

 

O XAJI já se encontra a ser aplicado em 12 escolas da Catalunha, com uma participação média de 240 jovens por ano, sendo em Portugal um projeto pioneiro, realizado em parceria com a Plano i. 



Financiado pela União Europeia. As opiniões e opiniões expressas são, no entanto, as do(s) autor(es) apenas e não refletem necessariamente as do(s) União ou a Comissão Europeia. Nem a União Europeia nem a concessão autoridade pode ser responsabilizada por eles.