QUEM SOMOS

A Associação Plano i foi fundada, em 2015, por um grupo de 5 mulheres: Sofia Neves, Sílvia Gomes, Paula Allen, Ariana Correia e Márcia Machado.
São órgãos sociais da Associação a Assembleia Geral, a Direção e o Conselho Fiscal.

DIREÇÃO

Sofia Neves é licenciada em Psicologia (1999) e doutorada em Psicologia Social (2005) pela Universidade do Minho. É Professora e investigadora no Instituto Universitário da Maia (ISMAI) e membro integrado do Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG – ISCSP/ULisboa). A sua principal área de interesse científico é a Violência de Género, tendo sido reconhecida, em 2013, pelo European Institute for Gender Equality (EIGE), como perita na matéria. É autora de várias publicações científicas e coordenadora de vários projetos de investigação, dos quais se destaca o Íris – Trajetórias de Vida das Pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica. É coordenadora científica do Programa Uni+ – Programa de Prevenção e Combate da Violência no Namoro no Ensino Universitário, do Observatório da Violência no Namoro e do Observatório Nacional do Bullying. É igualmente membro da equipa do Observatório Nacional da Violência contra Atletas e membro fundador da Associação AjudAjudar. É uma das fundadoras da Associação Plano i, sendo atualmente Presidente da Direção. 

12402077_539405692890167_5108312074183089265_o

Paula Allen é Psicóloga, membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, especialista em Psicologia Clínica e da Saúde e Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações e tem especialidade avançada em Psicologia Comunitária e Sexologia. Trabalhou durante mais de uma década com população de etnia cigana e vítimas de Tráfico de Seres Humanos. É consultora em Igualdade de Género e formadora nesta área, desde 2000. É uma das fundadoras da Associação Plano i e atual Vice-Presidente da Direção da mesma Associação. É Diretora Técnica do Centro Gis – Centro de Respostas às Populações LGBTI, da Casa Arco-Íris – Casa de Acolhimento de Emergência para pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica e do Plano 3C – Casa Com Cor – Apartamento de Autonomização para pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica. É também Presidente do Conselho Consultivo para as questões LGBTI, Co-coordenadora científica do Observatório Nacional do Bullying e do Programa Uni+ – Programa de Prevenção e Combate da Violência no Namoro no Ensino Universitário, Coordenadora científica do projeto #Black Lives Matter in Football Matosinhos, do projeto Tik Talks – Programa para a Promoção da Saúde Mental no Ensino Superior e Assistente de Coordenação científica do Projeto Íris –Trajetórias de Vida das Pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica. Faz parte da lista de especialistas reconhecidos/as pela CIG nas áreas de Igualdade entre mulheres e homens, Violência Contra as Mulheres e Violência Doméstica, Tráfico de Seres Humanos e Orientação Sexual, Identidade e Expressão de Género e Características sexuais.

Dora Pinto é mestre em Psicologia da Justiça (2012) pelo Instituto Universitário da Maia (ISMAI). Iniciou prática profissional trabalhando em projetos ligados à promoção da igualdade de género e à prevenção da violência de género e da violência entre pares, sendo que dinamizou várias sessões, em escolas, entre 2014 e 2015. Trabalhou num centro de apoio a vítimas de violência doméstica, principalmente mulheres e crianças (2015). Em 2016 colaborou com uma Comissão de Proteção de Crianças e Jovens onde geria, essencialmente, processos por exposição à violência doméstica e/ou envolvendo adolescentes em situações de violência no namoro. Em 2018 obteve a certificação de Técnica de Apoio à Vítima. Faz parte dos órgãos sociais da Associação Plano i desde a sua formação em 2015 e atualmente é membro da Direção. É feminista e ativista. Interessa-se por temas ligados à injustiça social, (des)igualdade de género, feminismo(s), violência de género, direitos das mulheres, discriminação e causas LGBTI.

Mafalda Ferreira

Mafalda Gonçalves Ferreira é criminóloga, mestre em Medicina Legal pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar – Universidade do Porto (ICBAS) e doutoranda em Ciências Forenses na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP). Desempenha funções de investigadora principal no estudo Íris – Trajetórias de Vida de Pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica, financiado pelo POISE e integra a equipa nacional do Projeto de investigação “Violência Sexual nas relações de intimidade”, promovido pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) e financiado pela Comissão Europeia. É também membro colaborador do Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG – ISCSP-ULisboa), das equipas responsáveis pelo Observatório da Violência no Namoro, Observatório Nacional do Bullying, iniciativa Ponto Lilás e constitui parte da Equipa de Comunicação da Associação Plano i, dinamizando também ações de formação sobre Igualdade e Violência de Género. Executou funções de técnica e investigadora nos Programas UNi+ e UNigualdade I e III e, de coordenadora executiva do UNi+ 2.0 – Programa de Prevenção da Violência no Namoro em Contexto Universitário e do UNigualdade II – Programa de Promoção da Igualdade e da Diversidade Social e de Prevenção da Violência Doméstica e de Género, financiados respetivamente pela Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade e pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

DSC_0261

Telma Portela é licenciada em Criminologia pela Universidade da Maia (ISMAI) e mestranda em Criminologia na Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP). A sua principal área de interesse está relacionada com as causas LGBTI+, estando a desenvolver a sua tese nesse sentido. Iniciou o seu percurso na Associação Plano i fazendo parte do Grupo de Jovens Promotores da Igualdade e da Saúde do qual é representante. Para além desse papel, auxilia também na gestão das redes sociais da Associação.

QUEM SOMOS

A Associação Plano i foi fundada por um grupo de 5 mulheres: Sofia Neves, Sílvia Gomes, Paula Allen, Ariana Correia e Márcia Machado.
São órgãos sociais da Associação, a Assembleia Geral, a Direção e o Conselho Fiscal.

DIREÇÃO

Sofia Neves é licenciada em Psicologia (1999) e doutorada em Psicologia Social (2005) pela Universidade do Minho. É Professora e investigadora no Instituto Universitário da Maia (ISMAI) e membro integrado do Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG – ISCSP/ULisboa). A sua principal área de interesse científico é a Violência de Género, tendo sido reconhecida, em 2013, pelo European Institute for Gender Equality (EIGE), como perita na matéria. É autora de várias publicações científicas e coordenadora de vários projetos de investigação, dos quais se destaca o Íris – Trajetórias de Vida das Pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica. É coordenadora científica do Programa Uni+ – Programa de Prevenção e Combate da Violência no Namoro no Ensino Universitário, do Observatório da Violência no Namoro e do Observatório Nacional do Bullying. É igualmente membro da equipa do Observatório Nacional da Violência contra Atletas e membro fundador da Associação AjudAjudar. É uma das fundadoras da Associação Plano i, sendo atualmente Presidente da Direção.

Paula Allen é Psicóloga, membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, especialista em Psicologia Clínica e da Saúde e Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações e tem especialidade avançada em Psicologia Comunitária e Sexologia. Trabalhou durante mais de uma década com população de etnia cigana e vítimas de Tráfico de Seres Humanos. É consultora em Igualdade de Género e formadora nesta área, desde 2000. É uma das fundadoras da Associação Plano i e atual Vice-Presidente da Direção da mesma Associação. É Diretora Técnica do Centro Gis – Centro de Respostas às Populações LGBTI, da Casa Arco-Íris – Casa de Acolhimento de Emergência para pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica e do Plano 3C – Casa Com Cor – Apartamento de Autonomização para pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica. É também Presidente do Conselho Consultivo para as questões LGBTI, Co-coordenadora científica do Observatório Nacional do Bullying e do Programa Uni+ – Programa de Prevenção e Combate da Violência no Namoro no Ensino Universitário, Coordenadora científica do projeto #Black Lives Matter in Football Matosinhos, do projeto Tik Talks – Programa para a Promoção da Saúde Mental no Ensino Superior e Assistente de Coordenação científica do Projeto Íris –Trajetórias de Vida das Pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica. Faz parte da lista de especialistas reconhecidos/as pela CIG nas áreas de Igualdade entre mulheres e homens, Violência Contra as Mulheres e Violência Doméstica, Tráfico de Seres Humanos e Orientação Sexual, Identidade e Expressão de Género e Características sexuais.

Dora Pinto é mestre em Psicologia da Justiça (2012) pelo Instituto Universitário da Maia (ISMAI). Iniciou prática profissional trabalhando em projetos ligados à promoção da igualdade de género e à prevenção da violência de género e da violência entre pares, sendo que dinamizou várias sessões, em escolas, entre 2014 e 2015. Trabalhou num centro de apoio a vítimas de violência doméstica, principalmente mulheres e crianças (2015). Em 2016 colaborou com uma Comissão de Proteção de Crianças e Jovens onde geria, essencialmente, processos por exposição à violência doméstica e/ou envolvendo adolescentes em situações de violência no namoro. Em 2018 obteve a certificação de Técnica de Apoio à Vítima. Faz parte dos órgãos sociais da Associação Plano i desde a sua formação em 2015 e atualmente é membro da Direção. É feminista e ativista. Interessa-se por temas ligados à injustiça social, (des)igualdade de género, feminismo(s), violência de género, direitos das mulheres, discriminação e causas LGBTI.

Mafalda Ferreira

Mafalda Gonçalves Ferreira é criminóloga, mestre em Medicina Legal pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar – Universidade do Porto (ICBAS) e doutoranda em Ciências Forenses na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP). Desempenha funções de investigadora principal no estudo Íris – Trajetórias de Vida de Pessoas LGBTI Vítimas de Violência Doméstica, financiado pelo POISE e integra a equipa nacional do Projeto de investigação “Violência Sexual nas relações de intimidade”, promovido pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) e financiado pela Comissão Europeia. É também membro colaborador do Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG – ISCSP-ULisboa), das equipas responsáveis pelo Observatório da Violência no Namoro, Observatório Nacional do Bullying, iniciativa Ponto Lilás e constitui parte da Equipa de Comunicação da Associação Plano i, dinamizando também ações de formação sobre Igualdade e Violência de Género. Executou funções de técnica e investigadora nos Programas UNi+ e UNigualdade I e III e, de coordenadora executiva do UNi+ 2.0 – Programa de Prevenção da Violência no Namoro em Contexto Universitário e do UNigualdade II – Programa de Promoção da Igualdade e da Diversidade Social e de Prevenção da Violência Doméstica e de Género, financiados respetivamente pela Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade e pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Telma Portela é licenciada em Criminologia pela Universidade da Maia (ISMAI) e mestranda em Criminologia na Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP). A sua principal área de interesse está relacionada com as causas LGBTI+, estando a desenvolver a sua tese nesse sentido. Iniciou o seu percurso na Associação Plano i fazendo parte do Grupo de Jovens Promotores da Igualdade e da Saúde do qual é representante. Para além desse papel, auxilia também na gestão das redes sociais da Associação.